A forma farmacêutica tem um enorme peso na adesão aos tratamentos por parte dos clientes. Especialmente para certos grupos, que têm uma dificuldade maior em administrar os medicamentos. Uma apresentação farmacêutica mais conveniente, pode ter um impacto positivo no tratamento.

Afinal, os medicamentos de difícil administração, ou com uma apresentação muito negativa, em palatabilidade, por exemplo, podem prejudicar o tratamento. Neste artigo, você vai ver como as formas farmacêuticas diferenciadas ajudam a resolver esse problema.

Continue a leitura para conhecer a influência das formas farmacêuticas, os tipos mais interessantes para o público e as vantagens das apresentações medicamentosas diferenciadas.

A influência das formas farmacêuticas

Dentre as diversas características de um medicamento manipulado, além de sua personalização, o objetivo é garantir o uso ideal sem o desperdício. Além disso, que a administração medicamentosa seja facilitada, atendendo às necessidades dos pacientes.

Dentro destas características, a forma farmacêutica tem um peso considerável. Ela é selecionada de acordo com as necessidades de uso do paciente. Além de facilitarem os tratamentos, devem preservar a integridade físico-química do produto, incluindo seu princípio ativo.

Quais os tipos de formas farmacêuticas?

Quanto ao tipo de formas farmacêuticas, elas podem ser divididas em 3 tipos principais: sólidas, semissólidas e líquidas. Dependendo da patologia a ser tratada e do princípio ativo prescrito, fórmulas mais atraentes podem ser criadas, de acordo com o perfil do público.

Por exemplo, as formas farmacêuticas líquidas, são mais recomendadas para idosos e crianças. Este tipo de medicamento permite a inclusão de sabores diferenciados, melhorando a palatabilidade. Além disso, proporcionam melhor deglutição.

Já as formas sólidas, como os comprimidos, são usadas para criar preparações mais estáveis. Enquanto isso, as semissólidas, geralmente, são utilizadas em formulações de uso tópico, como pomadas e cremes.

Para complementar estas características, existem outras apresentações medicamentosas que podem tornar os medicamento ainda mais atraentes. Por exemplo, para as crianças, elas podem ser feitas no formato de bombom ou gomas de mascar, de modo que pareçam doces, facilitando a administração medicamentosa. Já no caso dos idosos, os líquidos ou semissólidos são mais fáceis de aplicar.

As vantagens das forma farmacêutica diferenciada

Como vimos acima, a maior vantagem das apresentações farmacêuticas diferenciadas é a facilitação da administração medicamentosa, aumentando a adesão aos tratamentos. Mas, ainda há outras vantagens. Veja abaixo:

Primeiramente, como a fórmula manipulada é precisa, fica mais fácil ajustar a dosagem específica, sem desperdícios. Além disso, a forma mais específica, apresenta o diferencial de um medicamento exclusivo, algo que aumenta muito a confiança no tratamento. O paciente entende que o remédio é exclusivo para o seu problema, aumentando muito sua fidelização na farmácia de manipulação.

Por isso, ter formas farmacêuticas diferenciadas na sua farmácia de manipulação, é uma forma de aumentar a qualidade dos medicamentos e a satisfação dos clientes.

Quer um exemplo? Nossa linha de probióticos Lab2Pro™pode ser manipulada em temperaturas mais elevadas. Eles podem ser manipulados com outras formas e ativos, como óvulos, sachês, gomas, etc. São seguros e apresentam ótimos resultados mesmo quando associados a outros ativos, ainda que esses não sejam probióticos também, como vitaminas e minerais. Clique aqui para conhecer mais vantagens!