Há uma movimentação inegável no mercado atual brasileiro e internacional: o mercado de produtos vegetarianos e veganos. Os primeiros são livres de ingredientes que giram em torno da carne animal. Já os segundos são aqueles que não envolvem nenhum item de origem animal.

Em 2016, a “Folha de São Paulo” divulgou que as pequenas empresas de produtos vegetarianos tiveram crescimento de 40% ao ano. Hoje, sabemos que esses números são ainda maiores, graças à expansão das informações sobre esses movimentos e as crescentes novas adesões.

Então, se o número de consumidores aumenta, consequentemente, há maior oportunidade no mercado. Seja para o surgimento de novas empresas no ramo ou mesmo de adaptação por parte de marcas já consolidadas. Quer saber como sua farmácia pode se beneficiar? Continue a leitura!

O mercado vegano e vegetariano no Brasil e o seu crescimento

A Sociedade Vegetariana Brasileira divulgou que 55% dos brasileiros alegaram que poderiam consumir mais produtos veganos, caso encontrassem mais itens com o selo indicativo na embalagem. Em outras palavras, há uma imensa oportunidade no mercado para empresas da indústria farmacêutica, que optam por tal segmento.

Isso significa que há sim um mercado consumidor para esse tipo de produto e a tendência é o crescimento. Principalmente, se levarmos em consideração aspectos ligados ao estilo de vida que esses movimentos representam.

Portanto, há muitas oportunidades a serem exploradas no mercado de produtos vegetarianos e veganos, e sua farmácia poderá fidelizar esse público, que consome produtos exclusivos. É o momento de investir em divulgação da marca, apresentar opções de produtos diferenciados e alcançar essa fatia do mercado.

O grande interesse por cosméticos veganos

Ainda sobre o mercado de produtos vegetarianos e veganos, há uma gama de itens que podem entram neste selo. Podemos colocar na lista: cosméticos, dermocosméticos, maquiagens, produtos de higiene pessoal, além das cápsulas dos manipulados. Sua farmácia pode oferecer opções de cápsulas veganas. Além disso, pode-se investir em suplementos nutricionais, atendendo ao público que tem nutrientes suprimidos pela exclusão da carne de seu cardápio.

Além disso, outra informação interessante sobre os cosméticos veganos, é que nem todos os seus consumidores são veganos de fato. A preferência por esse tipo de cosmético se dá pela política de testes livre da crueldade animal. Além disso, aqueles que têm grande interesse por entender sobre o que consomem, também possuem tendências a optar por produtos mais naturais.

Isso representa uma mudança não apenas no crescimento da população consumidora desse tipo de produto. Como também, uma alternativa àqueles que simpatizam com a causa. São os que consomem quando têm oportunidade, representados pelos 55% citados antes.

O mesmo vale para os itens de uso pessoal, como cosméticos e produtos de higiene pessoal, são itens indispensáveis. Entretanto, se a sua farmácia não tiver itens que atendam o mercado de produtos vegetarianos e veganos em nenhum setor, poderá perceber o número de clientes diminuir.

Sobretudo, também é importante que sua farmácia esteja alinhada com fornecedores que estejam alinhados com a proposta vegana e vegetariana. O mesmo vale para as embalagens utilizadas nos produtos, com matérias-primas inovadoras e sustentáveis.

Assine nossa newsletter e receba nossos artigos sempre em primeira mão!

Referências: Estadão