As mudanças de estação durante o ano representam oportunidades para as farmácias de manipulação. A queda da temperatura influencia a saúde da população, e é importante que as farmácias estejam atentas. Sendo assim, durante a transição do outono para o inverno, é o momento ideal de ofertar produtos que adaptam às necessidades do cliente. Saber o que vender no inverno se torna uma questão-chave para remodelar as estratégias do seu negócio.

Estoque, visibilidade de produtos, marketing e treinamento da equipe farmacêutica, são algumas das áreas que devem estar coordenadas para esse novo mix de produtos. Afinal, como em qualquer outro negócio, a farmácia também exige revisão do histórico de vendas e a busca por novos itens, que sejam capazes de aumentar o lucro durante essa época.

O desenvolvimento desse tipo de ação faz parte da sazonalidade. Ou seja, aproveitar a chance de negócios que determinado período do ano apresenta, quanto às demandas dos clientes. Dessa forma, a farmácia consegue agir de maneira preventiva e ainda aumenta o volume de vendas. Quer saber como colocar isso em prática? Continue a leitura!

COMO PREPARAR O MIX DE INVERNO

São variados os pontos a serem levados em conta ao analisar o que vender no inverno. Para começar, é preciso identificar os produtos farmacêuticos mais vendidos nesses meses: analgésicos, antitérmicos, anti-inflamatórios, antivirais, xaropes, descongestionantes nasais, anti-histamínicos, entre outros. Eles compreendem os chamados Medicamentos Isentos de Prescrição Médica (MIPS). 

Sendo assim, é essencial saber como montar a lista dos MIPS. Segundo especialistas do ramo, esse conjunto de itens chega a movimentar cerca de R$ 2 milhões por ano. Por isso, é imprescindível manter uma lista completa, assim como atual sobre as novidades no mercado farmacêutico. 

Outro setor que precisa estar alinhado é o estoque. Dessa maneira, planeje com os fornecedores os dias de entrega, faça checagens de itens e negocie preços. Assim, será possível planejar promoções com o setor de marketing, e oferecer aos clientes condições exclusivas da sua farmácia.

ITENS QUE NÃO PODEM FALTAR

Além dos MIPS que são essenciais para esta estação, a farmácia pode optar por disponibilizar outros produtos atrativos. Portanto, confira alguns deles abaixo:

  • Linha de cosméticos para o inverno;
  • Chás;
  • Protetores labiais;
  • Vitaminas;
  • Minerais;
  • Probióticos;
  • Hidratantes;
  • Lenços e outros.

Ademais, é possível verificar novos insumos disponíveis no mercado, que possam permitir a manipulação de medicamentos para aumentar a imunidade. Combiná-los com vitaminas e minerais pode ser uma ótima opção. Outra possibilidade, é apostar em produtos para a pele no inverno. De fato, esses produtos ocupam cada vez mais as prateleiras das farmácias. Entre elas, as fórmulas com vitaminas benéficas, que protegem dos danos dessa estação.

Não menos importante, também é preciso lembrar da disposição de produtos na farmácia. Por isso, converse com a equipe farmacêutica e busquem imaginar como é o trajeto do cliente, quais áreas são mais fáceis de visualizar no estabelecimento, se o espaço é adequado e como os itens podem atrair mais os clientes.

Lembre-se que todo esse planejamento deve ser feito com antecedência, e deve ser colocado em prática com a melhor eficiência possível. É natural que a pergunta sobre o que vender no inverno possa gerar algumas dúvidas no caminho, por isso, esteja flexível para mudar suas estratégias, se preciso. 

Assine nossa newsletter e receba outras dicas sobre o setor magistral!

Referências: Guia da Farmácia e Farmarcas