O teste de perfil lipídico verifica os níveis de triglicerídeos, colesterol e suas frações. O resultado desse teste ajuda no diagnóstico das dislipidemias. Assim, é possível monitorar o colesterol para evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, as quais estão relacionadas com a maioria das causas de morte no Brasil.

A saber, estima-se que 67% da população desconhece a sua taxa de colesterol. Isso abre espaço para que as farmácias incentivem a realização desse teste. Inegavelmente, é uma forma de dar mais atenção ao paciente, além de ajudar nas vendas da farmácia.

Então, quer mais detalhes sobre o assunto? Acompanhe este texto e descubra qual público abordar para um convite ao teste. Também, perceba o que a farmácia pode fazer após o resultado. Confira!

Quem são os clientes para o teste de perfil lipídico?

Há uma ideia de que o teste de perfil lipídico é recomendado apenas para pessoas com comprovado risco cardiovascular. No entanto, com o aumento do comportamento alimentar pouco saudável, o público-alvo se ampliou, atingindo diferentes faixas etárias. Veja mais detalhes a seguir.

Pessoas com risco cardiovascular

As pessoas com risco cardiovascular comprovado são os clientes mais visados para realizar o teste de perfil lipídico. Além disso, essas pessoas geralmente apresentam o hábito de fumar, o que piora o quadro geral de saúde.

Ademais, geralmente são obesas e ainda podem apresentar hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus tipo 2.

Pessoas acima de 40 anos

Também, pessoas acima de 40 anos podem ser consideradas público-alvo para esse teste. Isso porque, geralmente após essa idade, podem surgir desregulações do colesterol. Porém, nem sempre o paciente percebe essa alteração.

Jovens

Observou-se o aumento da quantidade de jovens que apresentam alterações nos níveis de colesterol e/ou triglicerídeos.

Primordialmente, isso se deve ao fato dos jovens consumirem excessivamente alimentos ultraprocessados e não praticarem atividade física. Dessa forma, esse grupo também pode ser considerado como público-alvo para o teste de perfil lipídico.

Crianças e adolescentes

Outro grupo que começa a ser incluso aos grupos de risco cardiovascular são crianças e adolescentes. Devido a hábitos ruins de alimentação, cresceu o sobrepeso e a obesidade nessa faixa etária, fazendo com que o teste de perfil lipídico também seja indicado para essa população.

O que fazer após o resultado?

Após realizar o teste, é o momento da farmácia orientar o paciente. Nesse sentido, forneça mais informações acerca dos valores de referência para LDL-C (colesterol ruim). Além disso, em seguida, recomende medicamentos que ajudem a reduzir o colesterol ruim, o risco de infarto e de morte por doença coronariana. Veja algumas alternativas a seguir.

Black aid

Black aid é coadjuvante nos tratamentos de síndrome metabólica e dislipidemias. Conhecida como cominho preto, o Black aid é extraído de uma planta que tem o princípio ativo chamado de timoquinona.

Ele tem ação antidiabética, reduzindo a hiperglicemia, atua na obesidade diminuindo o peso corporal. Assim, também ajuda no controle da hipertensão. Além disso, ajuda a regular a hiperlipidemia, decaindo os níveis plasmáticos de colesterol total, por exemplo.

Prebióticos XOS e GOS

Os prebióticos apresentam efeitos positivos para a flora intestinal humana, inibindo o crescimento de bactérias patogênicas, as quais atuam no controle do perfil lipídico. Nesse sentido, dois exemplos de prebióticos funcionais são o XOS e o GOS. Ambos atuam na estimulação do metabolismo de carboidratos e lipídios.

Probióticos Lab2Pro

O probióticos Lab2Pro contém Pediococcus pentosaceus. Essa é uma bactéria que trabalha contra adesão ao organismo de bactérias patogênicas. Isso ajuda na homeostase intestinal. Além disso, as fórmulas contendo Pediococcus pentosaceus  têm ação promissora para o gerenciamento de peso.

Vimos neste texto informações sobre perfil lipídico. É importante estimular o retorno do paciente à farmácia. Informe ao cliente que é fundamental que o farmacêutico participe desse acompanhamento. Desse modo, é possível monitorar os parâmetros fisiológicos e bioquímicos do paciente, além do fornecimento dos medicamentos mais indicados.

Quer oferecer mais nutrientes para manter a saúde dos seus clientes em dia? Leia agora este texto e conheça os nutracêuticos.