O propagandista farmacêutico, também chamado atualmente de “visitador médico”, é uma figura essencial para expandir o negócio da farmácia de manipulação.

inúmeras formulações com excelentes vantagens aos tratamentos dos pacientes. No entanto, ainda é possível encontrar prescritores, assim como clínicas e hospitais, resistentes aos medicamentos manipulados.

Mas, como bem sabemos, há muitas novidades no mercado magistral, as quais precisam ser divulgadas de maneira mais eficiente. Isso vale tanto para que o setor da Saúde tenha mais conhecimento e amplie sua aceitação com relação aos manipulados, quanto para que as farmácias do setor possam contribuir com a saúde de um número maior de pessoas e potencializar seus resultados enquanto empresa.

Contudo, a atuação do visitador precisa estar muito bem fundamentada, envolvendo habilidades técnicas de marketing, relacionamento e conhecimento sólido sobre as soluções farmacêuticas desenvolvidas. Continue a leitura e entenda como os propagandistas farmacêuticos são importantes para sua farmácia!

Vantagens competitivas trazidas pelo propagandista farmacêutico

O mercado farmacêutico é, sem dúvida, um dos mais importantes no Brasil, pelo seu papel nos tratamentos de saúde, pelo crescente volume de vendas do setor e pela descoberta de novos tratamentos e medicamentos. Em consequência, crescem as buscas por vantagens competitivas entre farmácias e laboratórios.

O cliente final o propagandista farmacêutico é o médico. Nele fica centralizada a importante decisão sobre qual produto seus pacientes irão consumir para seus tratamentos, através de suas prescrições.

O propagandista farmacêutico é a ponte entre os médicos e a indústria farmacêutica, nela incluímos tanto os laboratórios quanto as farmácias de manipulação. Conforme delineado até aqui, esse profissional é uma peça-chave para o desenvolvimento e crescimento da farmácia de manipulação.

Ao investir nele, ou em uma equipe de visitação médica, o negócio passa a dispor de diversas vantagens competitivas. Olha só algumas delas:

1. Posicionamento de mercado

Médicos e outros prescritores são profissionais de grande importância e relevância no mercado em questão. Além disso, são influenciadores naturais, seja entre os profissionais do meio, ou entre os pacientes.

Por essa razão, são pilares que podem (e devem) ser devidamente impactados pelo marketing de sua farmácia, o qual carrega a imagem organizacional e a identidade da marca. Por meio dele é possível se posicionar como um aliado do prescritor, que lhe apresenta novidades. Além disso, entrega conteúdos científicos e mantém as vias para um diálogo produtivo sobre as melhores práticas.

Tudo isso ajuda a construir credibilidade e a fortalecer a imagem de um negócio único entre aqueles que têm alto poder de influência no setor.

2. Relacionamento assertivo

Mais que publicidade ou venda, o propagandista farmacêutico desenvolve relacionamentos. Tais relações são capazes de criar elos e verdadeiras parcerias. Essas fidelizam prescritores, influenciam seus contatos (outros profissionais) e permitem gerenciar mais de perto as movimentações do mercado.

A boa relação entre este profissional e os médicos aumenta a possibilidade de vendas na farmácia magistral, além de consolidar os resultados na aceitação de novas fórmulas e tratamentos. Naturalmente, permitem também administrar melhor os aspectos dos pacientes com relação a sua farmácia.

3. Insights estratégicos

Poder conversar e ouvir médicos e outros prescritores é uma oportunidade ímpar para compreender melhor as necessidades existentes e, a partir daí, corrigir o que for pertinente e elaborar novas estratégias e soluções. Sobretudo porque, dessa forma, não se tem apenas a visão do profissional da Saúde, mas também das pessoas as quais ele atende.

Contar com as informações certas já é uma boa parte do caminho percorrido rumo ao sucesso.

4. Aumento das vendas da farmácia

Claro, não poderíamos deixar de citar este evidente benefício. Obtendo a adesão de um número maior de prescritores, pelo trabalho do propagandista, as receitas que chegam na farmácia aumentam. Consequentemente, suas vendas também! Mas, conforme já sinalizado, é imprescindível que a visitação médica receba a devida atenção e o devido investimento. Só dessa forma ela poderá ser realizada com excelência.

5. Mais autonomia para o farmacêutico

Ter um funcionário específico para divulgar seus produtos e tratamentos pode trazer mais autonomia para o farmacêutico ou dono da farmácia de manipulação. Isso permite deixá-lo focado em trazer sempre inovações e manter a qualidade dos processos envolvidos.

Além disso, o propagandista farmacêutico pode ter algumas funções dentro da farmácia, como o marketing e divulgação para o público final, além da propaganda para os médicos. Estratégias de marketing para aumentar as vendas, divulgação nas redes sociais e internet, bem como cuidar do posicionamento dos produtos dentro da farmácia, para chamar mais atenção dos clientes, promoções e parcerias a serem realizadas, entre outras estratégias.

Investir nesse profissional traz inúmeras vantagens, que podem ser o diferencial para competir com as outras farmácias em sua região.

Pontos a analisar ao contratar um propagandista farmacêutico

O propagandista farmacêutico pode ser um profissional que possui formação em setores diferentes. Por exemplo, Marketing, Comunicação ou Administração, ou também formação em Farmácia. Para os que não são graduados na área farmacêutica, existem cursos de pós-graduação focados especificamente em propaganda farmacêutica.

Como o propagandista é responsável pela divulgação dos produtos e tratamentos, além de reforçar os valores da empresa que representa, é essencial que saiba se comunicar.

Assim como uma boa comunicação, empatia e boa desenvoltura, é importante que o profissional tenha um bom conhecimento sobre marketing e relacionamento. Dessa forma, poderá manter um bom networking com médicos e outros profissionais da saúde.

Além disso, é importante que, ao ser contratado, o propagandista farmacêutico se dedique em aprender sobre os produtos que irá oferecer e a empresa que irá representar. Esse conhecimento detalhado sobre o que irá vender é importante e pode fazer a diferença.

Saber responder dúvidas e questões dos profissionais de saúde é o requisito básico para um propagandista farmacêutico. Vale saber que esse cargo foi regulamentado em 1975, mas o número de contratações ainda é restrito.

Isso ocorre devido a falta de conhecimento dos empresários sobre o quanto essa profissão pode render bons resultados. Por outro lado, a procura por cursos e formações para exercer o cargo vem crescendo cada vez mais.

Ser propagandista farmacêutico exige, além dos conhecimentos específicos, a capacidade de realizar tarefas administrativas. Além disso, conhecimento em outros idiomas, principalmente o inglês, para saber interpretar informações científicas específicas, que possam ser úteis em visitas ao médico.

Quer saber mais e acompanhar outras questões que têm a ver com o seu negócio? Então, inscreva-se em nossa newsletter. Assim, você não perde nenhuma novidade!

Referências: Catho, BMarketingMD Consultoria.